20 de julho de 2017

Para educar crianças feministas - Chimamanda Ngozi Adichie

Não sei se é de conhecimento geral, mas sou uma grande fã da escritora e ativista Chimamanda Ngozi Adichie, e não pude deixar de ir atrás de um de seus mais recentes livros, que na verdade é uma carta redigida pela própria, e endereçada a uma grande amiga, que lhe pedira dicas de como criar sua filha recém-nascida dentro da esfera feminista.
Nativa de Enugu, na Nigéria, a autora nasceu em 1977 e assina o lançamento de quatro grandes obras, além de sua conferência no TED, que já ultrapassa 2 milhões de visualizações e teve seu discurso transcrito e lançado no formato de livro, aqui no Brasil, pela Companhia das Letras, recebendo o título de Sejamos todos feministas.

Dividido, basicamente, em quinze sugestões educacionais, Chimamanda listou o que achava ser mais adequado para a educação de uma criança nos tempos modernos, onde os limitadores ideias de gênero são tão presentes e acorrentam, principalmente as moças, impedindo-as de consolidar até mesmo sua personalidade, já que esses ideias impedem a formação pela qual todos passamos durante as fases de crescimento.
Feminismo e feminilidade não são mutuamente excludentes. É misógino sugerir o contrário. Infelizmente, há mulheres que aprenderam a se envergonhar e a se desculpar por interesses vistos como tradicionalmente femininos, como moda e maquiagem. Mas nossa sociedade não espera que os homens se sintam envergonhados por interesses tidos como masculinos - carros esportivos, certos esportes profissionais.

8 de julho de 2017

Leituras de Junho

Olá!
Eu sei que estou atrasada com esse post, mas o importante é que saiu! rs. E essas foram minhas leituras de junho: 
Tudo e todas as coisas - Nicola Yoon (Resenha)
Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua.
A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly.
Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.

Uma curva no tempo - Dani Atkins (Resenha)
A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona?
A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

24 de junho de 2017

Romance em San Marino - Lídia Rayanne

Ângela Olivério é uma jovem moradora da pequena república de San Marino. Com gênio forte e muito inteligente, a moça se diferencia das conterrâneas por pensar de modo tão futurístico, questionando a si mesma porque uma mulher não teria capacidade igual ou maior que a de um homem para, não só aprender, mas ensinar também. Apesar de sua vida simples não lhe permitir muitas escolhas, a moça é decidida, o que lhe proporciona coragem suficiente para que tome à frente e abra uma pequena escola no bairro onde reside. Infelizmente para a família de Ângela, toda essa personalidade destemida só faz com que os possíveis pretendentes se afastem, e a fama da jovem comece a ser questionada em todo o vilarejo. Quem gostaria de se casar com uma dama que ousa levantar a voz para um rapaz? Ou pior, que pareça saber mais que ele?

Enfrentando seus próprios dilemas, temos Marco Casali, o filho único de um dos mais importantes governantes de San Marino, e também aquele que todos esperam que futuramente se torne o capitão-regente da nação. A vida do jovem está traçada desde seu nascimento, sendo filho de alguém tão importante, e pertencendo a mais alta classe, todos esperam o melhor de Marco, inclusive para sua vida conjugal que, desde muito cedo, foi entregue à família Vicini. Sendo assim, Marco e Alessa eram praticamente noivos antes mesmo de terem idade para entenderem o que estava acontecendo. Não que isso tenha sido um problema para os pombinhos que, muito favoravelmente, se apaixonaram e mal conseguiam esperar pelo momento certo para que enfim se unissem em matrimônio.
Mas algo deu errado em um dos encontros rotineiros com importantes líderes do governo. Marco foi envergonhado sob o peso de não conhecer a história de sua própria nação. É quando decide que deve fazer algo, não só pelo futuro genuíno que lhe aguarda, mas para que não cause mais vergonha a seu pai.

E em mais uma tarde comum, o destino arruma um jeitinho inusitado de unir nossos protagonistas. A proposta é simples; ela realizaria o que nasceu para fazer: lecionar. E o ajudaria a conquista seu maior objetivo: governar.

16 de junho de 2017

Uma curva no tempo - Dani Atkins


Rachel e seus amigos vão a um restaurante como forma de despedida, já que em pouco tempo o grupo terá que se desfazer para que cada um siga seu rumo em faculdades distintas. Mas uma reunião informal e despretensiosa vira uma grande tragédia quando um carro desgovernado colide com o restaurante ferindo os jovens clientes. Cinco anos depois, suas vidas mudaram completamente, Rachel agora mora sozinha em um pequeno apartamento em Londres, sentindo-se culpada pela fatalidade de anos atrás, quando perdeu seu melhor amigo. Sua vida está em pedaços e a única coisa que a faria voltar a ser feliz, seria se tudo aquilo nunca tivesse acontecido.

Mais uma vez peguei um livro sem nenhuma expectativa, acreditando estar dando início a mais um romance, principalmente quando me deparei com os dilemas dos jovens logo nas primeiras páginas. Mas eis que me deparo com uma grande reviravolta após o acidente que inicia o livro. Talvez a segunda chance de Rachel seja mesmo possível.

O enredo corre em primeira pessoa, sob o ponto de vista de Rachel, nossa protagonista. Sendo assim é muito prazeroso entrar em contato com a vida da jovem e notar que a confusão criada pela autora não acontece apenas com o leitor, mas com a personagem em si. Não só pela identificação mas pela veracidade dos fatos dentro da narrativa. Dani Atkins criou uma história diferente do convencional, adicionando um evento que, em partes não entendemos, mas pelo qual adoraríamos passar.

A leitura é permeada pelo mistério do que de fato está acontecendo na vida da protagonista, o que deixou tudo mais dinâmico e me fez correr com a leitura para saber o que acontecia. A escrita da Dani também ajudou nesse quesito por ser sempre leve e muito fluida, fazendo com que a angústia de não entender o que a protagonista estava passando, fosse aliviada pela leveza com que os fatos foram escritos. E mesmo as partes mais pesadas, que poderiam ter causado desconforto, não foram, de maneira nenhuma, descritas para incomodar.

Sua criação de personagens é boa, mas senti que por vezes era tudo muito estereotipado, onde ficava claro a personalidade de alguém, apenas por sua descrição física, talvez se eles fossem mais aprofundados teríamos ainda mais riqueza na narrativa. No entanto a história não deixou a desejar, contendo elementos inesperados, que fizeram toda a diferença durante a leitura.


"Não existe garantia de nada na vida, Rachel. Acidentes e doenças acontecem, não podemos fazer nada em relação a isso. [...] Mas não podemos deixar isso reger nossa vida." 

Uma curva no tempo é um daqueles livros que a gente finaliza com a sensação de que a escritora sabia o que queria do início ao fim e soube desenrolar o enredo de forma original e instigante. Por diversas vezes, Dani deixou um ar de mistério pairando sobre os fatos e foi muito bem sucedida se seu intento era deixar o leitor curioso até o desfecho. 

A história em si tem muito o que nos ensinar, tornando-o um romance que vale a pena ser lido por diversos tipos de leitores, não só aqueles adeptos de narrativas mais açucaradas, já que a autora dosou de forma maravilhosa a quantidade de romance dentro do mistério que rondava a história. Recomendo!

10 de junho de 2017

Tudo e todas as coisas - Nicola Yoon




Madeline é doente. Aos 18 anos, essa é a única verdade que possui em sua vida, a afirmação que regeu todos os seus atos. A Imunodeficiência Combinada Grave (IDCG), doença que lhe acompanha desde os seus seis meses de vida, é rara e causa consequências fatais, portanto, toda a sua existência tem sido trancada dentro de casa. Madeline não sabe o que é frequentar uma escola normal, passear, ou sequer conviver com outras pessoas. Suas únicas amigas são sua mãe, Pauline, e a enfermeira Carla, que acompanha seu dia a dia, passo a passo, para verificar como estão os níveis de saúde dentro de sua condição. Mas é quando os novos vizinhos aparecem que sente que, talvez, manter os resultados dos exames sempre em ordem seja mais difícil quando seu coração esta em jogo.
Oliver é um jovem bonito que porta uma fachada confiante e ao mesmo tempo misteriosa. O garoto viciado em Parkour logo se interessa pela vizinha que estranhamente, parece passar todos os dias dentro de casa. Quando descobre que o interesse é recíproco, arruma uma forma inusitada de começar uma iteração com a moça. 

Tudo e todas as coisas foi um daqueles livro que peguei sem nenhuma expectativa, mas que me surpreendeu de uma forma muito positiva. Nicola tem uma escrita leve e muito fluida, sendo possível saborear a história em poucas horas. Com um enredo aparentemente simples, viajei pelas páginas me divertindo e dando muitas risadas em diversos momentos.

6 de junho de 2017

Leituras de Maio

Olá, pessoas!

O mês já começou há alguns dias, mas nunca é tarde, certo?! Então vamos lá! Confiram a lista dos livros que li em maio.

1. A sociedade do Anel - J. R. R. Tolkien 

A Sociedade do Anel é a primeira parte da grande obra de ficção fantástica de J. R. R. Tolkien, O Senhor dos Anéis. Alternadamente cômica, singela, épica, monstruosa e diabólica, a narrativa desenvolve-se em meio a inúmeras mudanças de cenários e de personagens, num mundo imaginário absolutamente convincente em seu detalhes. Numa cidadezinha indolente do Condado, um jovem hobbit é encarregado de uma imensa tarefa. Deve empreender uma perigosa viagem através da Terra-média até as Fendas da Perdição, e lá destruir o Anel do Poder - a única coisa que impede o domínio maléfico do Senhor do Escuro.
 

2. Quando a Bela domou a Fera - Eloisa James

Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, "Quando a Bela domou a Fera" é uma releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos.
Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.
Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.
No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

1 de junho de 2017

[AVISO] Mudança de Plataforma


 

Olá, galera!!

Venho contar a novidade pra vocês! O Universo Tácito está agora na plataforma do Blogger, ou seja, a antiga URL universotacito.wordpress.com logo sairá do ar. As atualizações (e a agora elas ocorrerão com mais frequência) serão todas aqui!
Infelizmente migrar de um servidor para o outro foi um pouco mais complicado do que eu imaginava, então, por enquanto, vocês encontrarão alguns links com erros, ok?! Mas já estou ajeitando e em breve estará tudo em ordem.
Obrigada pela atenção e aproveitem o blog! :D